Estresse ao volante vai além de acidentes no trânsito

Estresse ao volante vai além de acidentes no trânsito

17 de fevereiro de 2021 0 Por admin

Diminuir as chances de conseguir um seguro auto barato, aumentar as chances de brigas e problemas de saúde são algumas das consequências dos estresse no trânsito. Veja como o problema pode afetar os motoristas!

Enfrentar o trânsito não é algo fácil, principalmente nas grandes cidades. Existe um grande número de veículos indo e vindo, o que faz com que a movimentação se torne lenta.

Como se não bastasse a dificuldade para se locomover, o desrespeito às leis de trânsito e pessoas estressadas ao lado podem agravar a situação. Nessas horas se pensa que o estresse no trânsito pode se tornar um problema e trazer sérias consequências.

Veja algumas das consequências do estresse ao volante.

Aumento dos acidentes de trânsito

Esse é um dos fatores mais lembrados relacionados ao estresse no trânsito. A alteração de humor faz com que o motorista deixe de controlar seus impulsos, ele se torna mais agressivo.

Essa falta de controle faz com que se dirija mais perigosamente, a velocidade tende a aumentar e os despeitos com as regras de trânsito aumentam. Logo os riscos se tornam elevados e os acidentes acabam sendo uma consequência frequente.

Cometimento de infrações de trânsito

O estresse ao volante é uma soma de irritabilidade e imprudência, isso faz com que a pessoa não preste muita atenção ao que está ao seu redor. O limite de velocidade, o sinal vermelho e outros são fatos que deixam de ser observados ou simplesmente ignorados.

O motorista, além de se colocar em riscos para os acidentes, cometem muitas infrações de trânsito que podem resultar em multas. Nesse caso é possível que ele some pontos na sua habilitação e que esse leve a perda do direito de dirigir.

Como se não bastasse, as multas possuem um valor e quando se trata de reincidência esse aumenta. A consequência nesse caso é financeiras, pois as multas podem acabar pesando no bolso.

Diminui as chances de conseguir um seguro auto barato

A relação entre seguro e estresse no trânsito pode parecer pouco provável, mas, uma coisa depende da outra. Ao contratar um seguro para o carro, a seguradora verifica o perfil de risco do motorista.

Os que possuem muitas infrações de trânsito ou histórico de acidentes, são considerados mais imprudentes e com grandes chances de voltar a cometer esses erros. Logo são considerados de alto risco e para compensar acabam pagando um valor mais alto, não conseguindo assim, contratar o seguro auto barato.

Para quem já possui uma proteção e conseguiu um plano mais em conta, as seguradoras estão adotando uma nova estratégia para saber se devem manter esses valores. Algumas monitoram os hábitos ao volante de seus motoristas e usam esses dados no momento de renovação para precificar o serviço.

Cresce as chances de brigas no trânsito

Motoristas irritados tendem a querer descontar a sua raiva nos outros e as pessoas escolhidas podem ser pedestres ou outros motoristas. Um erro cometido por outra pessoa ou atitude que desagrade o motorista estressado pode começar com xingamentos.

Muitas vezes quando esse recebe um retorno, começa uma briga. Esse pode ficar apenas em discussão verbal, o que gera mais estresse ou partir para uma agressão física. Neste último a situação pode ficar ainda mais grave e ter consequências sérias, em alguns casos até morte.

Contribui com a poluição sonora

Nos finais de semana fica muito mais agradável sair nas ruas e isso nem sempre é porque o trânsito é menor. Você pode não perceber, mas, o barulho nesses dias é menor e acaba afetando menos a irritabilidade.

O excesso de barulho pode ajudar a aumentar o estresse no trânsito e os motoristas acabam contribuindo com ele. A pessoa que está irritada quer chegar logo, mas os carros não andam, fazendo com que elas acabem usando a buzina em excesso.

Outros motoristas na mesma situação acabam fazendo o mesmo e logo fica aquele barulho insuportável de buzinas ao redor.

Reduz a qualidade de vida

O estresse no trânsito acaba afetando a qualidade de vida, pois, faz com que a irritabilidade aumente. Logo a pessoa não consegue se concentrar direito o que pode influenciar no trabalho ou estudos com a queda da produtividade.

A pessoa passa a se sentir mais cansada e com baixos níveis de energia para realizar as suas tarefas. O sono fica afetado, não se consegue dormir direito e isso faz com que o quadro se agrave ainda mais.

Podem ainda surgir sintomas físicos como dores de cabeça, dor no corpo, ganho ou perda de peso, queda de cabelo e outros. Quando não tratado, o estresse pode evoluir para doenças e afetar a saúde.

O estresse ao volante é um problema sério, pois, não afeta apenas o motorista enquanto dirige. Ele pode ter consequências em outros momentos da vida e acabar afetando outras pessoas.

Por: Jeniffer Elaina, do site SeguroAuto.org.